Sistema monetário e financeiro internacional

Ementa: 

O sistema monetário e financeiro internacional: principais questões e interpretações sobre a história e as mudanças institucionais. O padrão ouro e os problemas do entre-guerras. O sistema de Bretton Woods: origens, formação e instituições. Hegemonia do dólar, dinâmica, tensões e fim de Bretton Woods. A desordem dos anos 1970: euromercado, câmbio flutuante, inovações financeiras. A reação dos EUA: choque de juros, restabelecimento da hegemonia do dólar, formação do sistema dólar flutuante. Enquadramento e reações do Japão e da Europa, integração e cooperação financeira, formação do euro. As crises financeiras das últimas décadas. As instituições financeiras multilaterais na atualidade. A crise de 2008: formação, dinâmica, efeitos. A hegemonia do dólar: reafirmação na crise e desafios. A herança da crise: problemas fiscais, tentativas de coordenação, problemas de regulamentação e governança mundial.

 

Conteúdo básico:

1. Apresentação do curso. Sistema monetário internacional: histórico, conceitos, interpretação. I. Do padrão ouro ao fim de Bretton Woods: gênese, apogeu e crise de dois sistemas.

2. Padrão ouro: mitos e dinâmica até 1914; tentativas de restauração e colapso nos anos 1930.

3. O sistema de Bretton Woods: origens, apogeu e as tensões dos anos 1960.

4. Fim de Bretton Woods, contestação do dólar e a instabilidade dos anos 1970. II. A recuperação da liderança dos EUA e o sistema dólar flexível.

5. O choque de juros de 1979-1980 e a recuperação do dólar como moeda central.

6. O sistema dólar flexível: caracterização, dinâmica, problemas.

7. O sistema financeiro internacional: desregulamentação, internacionalização.

8. O FMI e a governança financeira global, de Bretton Woods às finanças liberalizadas. III. O mundo das finanças liberalizadas e das moedas flexíveis 9. Europa Ocidental, Japão e Leste Asiático, de Bretton Woods ao dólar flexível.

10. As crises de 1997-2002 e suas repercussões.

11. Os anos 2000: auge financeiro generalizado, bolhas, questionamentos ao dólar. IV. A exacerbação dos anos recentes e a crise de 2007-2008.

12. A crise do subprime e a grande crise de 2008: origens e dinâmica.

13. Bancos Centrais e Tesouros no enfrentamento da crise.

14. A América Latina na bonança cambial e na crise.

15. A herança da crise: endividamento público, liquidez elevada, desequilíbrios macroeconômicos.

16. Depois da crise: regulamentação, governança e coordenação, incertezas.

17. Revisão do conteúdo; discussão das avaliações; temas adicionais.

Bibliografia:

Block, Fred L. (1977). Los origines del desorden económico internacional. México, Fondo de Cultura, 1980.

Brender, Anton; Pisani, Florence (2009). Globalized finance and its collapse. Belgium, Dexia, 122 p.

Eichengreen, Barry (2000). A globalização do capital: uma história do sistema financeiro internacional. São Paulo, Editora 34.

Ferrari Filho, Fernando; Paula, Luis Fernando (orgs.), Globalização financeira: ensaios de macroeconomia aberta. Petrópolis, Vozes.

Fiori, J. L. (org.), 2004. O poder americano. Petrópolis, Vozes.

Gilpin, Robert (1987). The Political Economy of International Relations. New Jersey: Princeton University Press, 1987.

Keohane, Robert O.; Nye, Joseph S. (1989). Power and Interdependence. 2 ed. New York: Longman.

Kindleberger, Charles P. (1986). The World in Depression. Berkeley, University of California Press.

Krugman. P.; Obstfeld, M. (2005). Economia Internacional, Teoria e Política. São Paulo, Pearson Brasil.

Mendonça, A. R. R.; Andrade, R. P. (orgs.), (2006) Regulação Bancária e Dinâmica Financeira: evolução e perspectiva a partir dos acordos de Basiléia. Campinas, IE/Unicamp, CERI.

Strange, Susan (1998). Mad Money: When markets outgrow governments. Ann Harbor: University of Michigan Press.

Triffin, Robert (1972). O Sistema Monetário Internacional. Rio de Janeiro, Expressão e Cultura. Parte I: "A evolução do sistema monetário internacional: 1815-1965". Artigos acadêmicos Aglietta, Michel (1995). "O sistema monetário internacional: em busca de novos princípios". Campinas, Economia e Sociedade, n. 4, jun, p. 127-150.

Aglietta, Michel (1998). "Lidando com o risco sistêmico". Campinas, Economia e Sociedade, n. 11, dez., p. 1-32.

Ahearne, Alan et alii (2002). "Preventing deflation: lessons from Japan’s experience in the 1990s". New York, Board of Governors of the Federal Reserve System, International Finance Discussion Papers, 729, jun., 64 p. Bank for International Settlements (2009). "An assessment of financial sector rescue programmes". Basel, BIS Papers, 48, Monetary and Economic Department, jul, 77 p. Boorman, Jack (2008). "An Agenda for Reform of the International Monetary Fund (IMF)". New York, Friedrich-Ebert-Stiftung, Dialogue on Globalization, Occasional Papers n. 38, jan., 32 p.

Bordo, Michael D.; Eichengreen, Barry; Irwin, Douglas A. (1999). "Is globalization today really different than globalization a hundred years ago?".Cambridge, National Bureau of Economic Research - NBER, Working Paper 7195, 73 p. (http://www.nber.org).

Bordo, Michael; James, Harold (2008). "A long term perspective on the euro". Cambridge, National Bureau of Economic Research – NBER, Working Paper 13815, 34 p.

Buiter, Willem (2009). "Lessons from the global financial crisis for regulators and supervisors". London, CEPR, 46 p.

Buiter, Willem (2009). "Quantitative and qualitative easing again".

Mimeo. Bullio, Olívia; Ferrara, Daniel; Cunha, Patrícia H.F.; Carvalho, Carlos E. (2009). "A atuação do FED antes e depois do estouro da bolha imobiliária". São Paulo, PUC/SP, Programa de Pós-Graduação em Economia, mimeo., 22 p.

Calomiris, Charles W. (2008). "The Subprime Turmoil: What’s Old, What’s New, and What’s Next". Columbia Business School and NBER, mimeo., 113 p.

Campos, Segundo (2008). "El prestamista de última instancia: Extensiones al enfoque tradicional". Buenos Aires, Iniciativa para la Transparencia Financiera, Lectura 35, 17 p. (www.itf.org.ar).

Cardim de Carvalho, Fernando (2004). "Bretton Woods aos 60 anos". São Paulo, Novos Estudos Cebrap, nº. 70, nov., p. 51-63.

Chang, Roberto; Velasco, Andrés (1998). "The Asian liquidity crisis". Cambridge, National Bureau of Economic Research - NBER, Working Paper 6796, 59p.

Chapoy Bonifaz, Alma (2006). "Podría Asia contribuir a establecer la pluralidad en el sistema monetario y financiero internacional?" Problemas del Desarrollo, v. 37. n. 144, ene./mar., p. 75-96.

Cintra, Marcos A. M.; Cagnin, Rafael F. (2007). "Evolução da estrutura e da dinâmica das finanças norte-americanas". Niterói, Econômica, v. 9, n.1, jun., p.89-131.

Cintra, Marcos A.M. (2009). "O dólar e o yuan como moeda reserva internacional". São Paulo, mimeo., 7 p.

Cunha, André M. (2006). "Estratégias periféricas sessenta anos depois do acordo de Bretton Woods". São Paulo, Revista de Economia Política, vol. 26, n. 4 (104), out./dez., p. 483-501.

Cunha, André M.; Biancarelli, André M. (2005). "O novo regime cambial chinês e a diplomacia do 'yuan fraco'". Campinas, Unicamp/IE, Economia Política Internacional: Análise Estratégica, 7, out./dez., 12 p.

Dooley, Michael; Folkerts-Landau, David; Garber, Peter (2003). "An essay on the revived Bretton Woods system". Cambridge, National Bureau of Economic Research – NBER, Working Paper 9971, 11 p. ECB (2009). "The international role of the euro". Frankfurt, 86 p.

Eichengreen, Barry (2012). "When Currencies Collapse. Will We Replay the 1930s or the 1970s?" Foreign Affairs, jan./feb., 11 p.

Farhi, Maryse; Cintra, Marcos A.M. (2009). "A arquitetura do sistema financeiro internacional contemporâneo". São Paulo, Revista de Economia Política, v.29, n. 3(115), jul./set., p. 274-294.

Farhi, Maryse; Cintra, Marcos A.M. (2009). "Crise financeira internacional, contágio e possíveis respostas". Campinas, Unicamp/IE, mimeo., 19 p. Frenkel, Roberto (2007). "Current Problems with the IMF and Challenges Ahead – A Latin American Perspective". Berlin, Friedrich-Ebert-Stiftung, Dialogue on Globalization, Briefing Papers, dez.,7p.

Frenkel, Roberto (2008). "Tres notas sobre las economías de mercado emergente y la crisis financiera internacional". Buenos Aires, ITF (www.itf.org.ar), n. 37, 13 p.

Friedrich Ebert Stiftung (2009). "Re-defining global economy". New York, 2009, Dialogue on Globalization Occasional Paper, apr., 93 p. (www.fes.de; www.fes-globalization.org).

Galati, Gabriele; Wooldridge, Philip (2006). "The euro as a reserve currency: a challenge to the pre-eminence of the US dollar?" Basel, Bank for International Settlements, Monetary and Economic Department, BIS Working Papers n. 218, oct., 29 p.

Goodhart, Charles E. (1995). "Dinâmicas financeiras privadas e o desafio às políticas dos bancos centrais". Campinas, Economia e Sociedade, n. 4, jun, p. 27-52.

Griesse, Jörn; Kellermann, Christian (2008). "What comes after the dollar?" Bonn, Friedrich-Ebert-Stiftung, Internationale Politikanalyse (www.fes.de/ipa), 11 p.

Group of Thirty (2009). "Financial Reform. A Framework for Financial Stability". Washington D.C., 29 p.

Guttman, Robert (1996). "A transformação do capital financeiro". Campinas, Economia e Sociedade, n. 7, dez., p. 51-83.

Guttman, Robert (2009). "Uma introdução ao capitalismo dirigido pelas finanças". São Paulo, Novos Estudos Cebrap, 82, nov., p. 11-33.

Jara, Alejandro; Moreno, Ramon; Tovar, Camilo E. (2009). "The global crisis and Latin America: financial impact and policy responses". Basiléia, BIS, BIS Quarterly Review, June, p. 53-68.

Jiménez, Juan P.; Tromben, Varínia (2006). "Política fiscal y bonanza: impacto del aumento de los precios de los productos no renovables en América Latina y el Caribe". Santiago, Revista de la Cepal, 90, dic., p. 61-86.

Medeiros, Carlos A. (1998). "Raízes estruturais da crise financeira asiática e o enquadramento da Coréia". Campinas, Economia e Sociedade, n. 11, dez., p. 151-172.

Medeiros, Carlos A. (1999). "Economia política do desenvolvimento recente na China". São Paulo, Revista de Economia Política, v.19, n.3 (75), jul./set., p. 92-112.

Medeiros, Carlos A. (2006). " A China como um duplo pólo na economia mundial e a recentralização da economia asiática ". São Paulo, Revista de Economia Política, v.26, n.3 (103), jul./set., p. 381-400.

Minsky, Hyman P. (1994). "Integração financeira e política monetária". Campinas, Economia e Sociedade, n. 3, dez., p. 21-36.

Morais, Lécio (2008). "Capital, Estado e moeda internacional: um ensaio teórico sobre a crise do dólar". Brasília, mimeo., 21 p.

Ocampo, José A. (2007). "La macroeconomía de la bonanza latinoamericana". Santiago, Revista de la Cepal, 93, dic., p. 7-29.

Ocampo, José A. (2009). "Impactos de la crisis financiera mundial sobre América Latina". Santiago, Revista de la Cepal, 97, dic., p. 9-32.

Roubini, Nouriel (2007). "The instability of the Bretton Woods 2 Regime". New York, mimeo., draft, 79 p.

Stiglitz, Joseph (2009). "Too Big to Fail or Too Big to Save? Examining the Systemic Threats of Large Financial Institutions". Washington D.C., Testimony for the Joint Economic Committee, 11 p.

Strange, Susan (1998). Mad Money: When markets outgrow governments. Ann Harbor: University of Michigan Press. Leituras: Chapter 6, "The Debtors", p. 97-120.

Swedberg, Richard (1986). "The Doctrine of Economic Neutrality of the IMF and the World Bank". Journal of Peace Research, v. 23, n. 4, dec., p. 377-390.

Tavares, Maria da Conceição (1985). "A retomada da hegemonia norte-americana". São Paulo, Revista de Economia Política, v.5, n. 2(18), abr./jun., p. 5-15.

Taylor, John B. (2008). "The financial crisis and the policy responses: an empirical analysis of what went wrong". Stanford, mimeo., 19 p.

Torres Filho, Ernani T. (1997). "A crise da economia japonesa nos anos 90: impactos da bolha especulativa". São Paulo, Revista de Economia Política, v.17, 1(65), jan./mar., p. 5-19.

Watt, Andrew (2008). "The economic and financial crisis in Europe: addressing the causes and the repercussions". European Trade Union Institute, http://mpra.ub.uni-muenchen.de/12337/, 25 p.

Wray, L. Randall (2002). "Senhoriagem ou soberania?" Campinas, Economia e Sociedade, n. 19, jul./dez., p. 193-211.

LOCALIZAÇÃO

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas

UNESP - UNICAMP - PUC-SP
Praça da Sé, 108 - 3º Andar - Sé - São Paulo - SP - CEP: 01001-900
Telefone: (11) 3116-1770 / (11) 3116-1780 

E-mail: relinter@unesp.br

© 2020 San Tiago Dantas